domingo, 17 de agosto de 2008

Só parece


Só parece

Por que essa pressa
De ter experiência quando
Se olha a face expressa
De revoltante tranqüilidade?

Os de mais idade sufocam
Quem ainda quer ter juízo
Mas nunca viveu uma briga
Que lhe dê algum aviso.

Essa agonia de não pensar
Como aquele que pensa
Bem mais simples que você
E nunca se dá mal.

É que a mente preocupada
É mais densa que pesada
A consciência quando
Não compensa tentar concertar.

Mas a mente pouco experiente
E o corpo ainda virgem
Têm que honrar o que já sente
E não pode ter vertigem.

Não vai se sentir culpada
Sua cabeça tem conteúdo
Pois saber que não se é nada
Já é ser quase tudo.


Fábio Campos Coelho (2008)

Um comentário:

Lívia disse...

Amei a foto o texto tudo!
Perfeito *-*

tô com saudade .. prq não foi a aula ontem?