domingo, 20 de julho de 2008

Seria um testimonial




Eu já falava pra você que a educação guarda honra no futuro, independente de qualquer ignorância alheia que pareça ser mais elegante ou vitoriosa. Isso é tão verdade, que os mal educados sempre pedem perdão no final. E apesar de desculpas serem gesto de arrependimento, é um pouco ridículo, parece que quem faz muita besteira não tem mais crédito.
Eu já falava isso pra você há muito tempo. Não se lembra? Na hora do caos, deixe todos os humanos sorrirem e se amarem. É direito deles. Deixe também eles passarem ciúmes uns nos outros. Você pode até se revoltar, mas é que a revolta não fere o outro como o revoltado quer que fira. Entenda essas ações medíocres como esgoto de pessoa que não consegue chegar ao asfalto. Não conseguem, pois não querem; isso também é direito deles. Em relação a temperamentos, por favor, mudemos de teoria: não seja emocionalmente constante, já que ser sempre calmo e tranqüilo acarreta a fúria selvagem que um dia com certeza se dá. Talvez viver aleatoriamente seria uma solução boa; ser imprevisível dista o stress de si. E por último, não controle a praxe de sofrer: sofra à vontade. Chorar não é vergonha, é direito inalienável. Não se esqueça: a lágrima nunca faz mal, pelo contrário. Segundo os biólogos e médicos, é o melhor tipo de colírio. Ah! E antes de mais nada: tenha dó dos normais, eles ainda não sabem que burro é quem não é ridículo. E enquanto vivemos como agnósticos, creia, porque o respeito também contém fé. Além de tudo, a vida é só uma. Com isso tudo, e não contudo, a segurança lhe virá ao pé.

Fábio Coelho (14.07.08)

2 comentários:

Polly disse...

"ser imprevisível dista o stress de si. E por último, não controle a praxe de sofrer: sofra à vontade. Chorar não é vergonha, é direito inalienável."

Sabe qual a vontade que tenho??De sempre te escutar, de sempre te ler.
Ah!!inexorável demais....

LunaJeannie disse...

finalmente consegui um tempo pra comentar, mto lindo msmo, a parte grifada ai da polly, mtoo doida!

grande binho!