sábado, 12 de julho de 2008

Honras próprias


Certo dia estava meio assim, meio duvidoso, sem saber se ia seguir um caminho descente, que é o melhor e o mais saudável, ou se ia seguir aquele sem honra, fácil que se não é vazio contém somente um triunfo com gosto de vazio. O primeiro é que precisa de mais esforço, aquele que prova a vontade de cada um e seleciona os melhores e em quase 100% das vezes, humildes também. O segundo caminho é aquele mais aberto para compromisso, mais tentadora e menos fácil. É aquelas que te inferem a pensar que a vida é um pouco simples, ou muito, quem sabe. Mas quem é que disse que a condição da existência da felicidade é a existência da facilidade? É por isso que eu gosto dessa vida. A cada minuto ter um desafio, um meio fio que oferece conhecimento gostoso; essa é uma das coberturas do sorvete da vida, são essas coisas que nos deixam mais satisfeitos por nós mesmos, por ser útil, seres pensantes. Só, somente só!

Fábio Campos (sem data)

Um comentário:

LunaJeannie disse...

esse foi um daqueles chorante..
só não chorei porque aqui em palmas faz muito calor, credo! kkk
( qq tem haver?) duheu

lindo, esse merece cinco estrelas!
*****