sábado, 23 de fevereiro de 2008

Para Luna, a sonhadora

Sabe quando você sonha que algum amigo seu está morrendo e de repente acorda?
E então você vive um pouco, por um instante, a realidade de que aquilo a algum momento pode acontecer? A verdade é que a gente vive dando bobeira, quando não liga para alguém que seja sumido, e liga sem qualquer motivo mesmo, sem a vergonha de estar ligando sem motivo algum. A verdade é que não somos nem a metade do que poderíamos fazer. É que o quotidiano nos acostuma a só cumprimentar as pessoas, porque vemo-las todos os dias e então parece não existir a necessidade de contar algum segredo, alguma filosofia em forma de desabafo. A verdade é que não inventamos vitórias além das vitórias possíveis. A vida bem vivida é aquela que sabe que o espaço é grande demais para ela ser única. Que dó de quem só sonha; eles nunca saem dos sonhos e só acordam para a vida quando morrem. Aí não tem mais jeito. Agora é só na outra. Que outra?



Fábio Campos Coelho (04.12.07)

Um comentário:

LunaJeannie disse...

tocou meu coração, Binho. Dó de quem vive um sonho e acaba não vivendo a vida. Passei muito tempo fazendo isso, mas agora eu dei um basta. Vou parar de sonhar e viver esse sonho, lutar mais, tentar mais uma vez. Como sabe, o grande raul disse: ' tente outra vez...'
eis me lá, segunda-feira no cuzim! ops, cursim! hsuhsa...

brigada Binho, valeu de coração!
Só não revido agora postando pra vc, porque tô pessimista demais, vc não merece isso.. suhdua
bzú