sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Não posso me ligar muito ao parâmetro de um profissional assíduo, esforçado, louco, direito de ser parabenizado ou vagabundo. O parâmetro é privado para cada um, e não um coletivismo. Eu mesmo tenho que saber quando estou vacilando ou não, já sei que o caminho mais difícil é o mais digno e disso tudo. Então vamos trabalhar, que o sacrifício vale à pena.

Um comentário:

LunaJeannie disse...

oiii binhoooooooooooo!
:)