sábado, 7 de fevereiro de 2009

Sofrer é sofrer?


O efeito da cerveja muda tudo, o ponto de vista natural e a emoção. Muda as coisas para melhor, sempre. Faz desaparecer ou esclarece os problemas ridículos que a gente acolhe com carinho e consideração por pura burrice de ter alguma tristeza, como motor do carro, continuação para a vida. A ambição do à vontade é uma loucura, e quando conseguimos ser o que desejamos ser, o carro troca o óleo e agora pode andar pela estrada toda, que tudo ocorrerá bem, perfeitamente. A gasolina pro carro é como o álcool para o ser humano: dá força provisória, mas não nos dá a compreensão, a tranqüilidade de entender tudo e dormir como uma criança. A bicicleta que se ganha quando ainda é criança é o melhor carro, porque a gente anda sem poluir o pulmão dos outros e o próprio coração. É uma alegria inconsciente, que ainda não conhece o sofrimento. E entre a alegria consciente e o sofrimento eu prefiro o segundo; um dia seremos adultos mesmo! Viver é ter consciência da realidade que não é simpática, é ter a tranqüilidade de que um dia já se sofreu.

Fábio Campos Coelho (15/12/07)

3 comentários:

lulu_cate disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lulu_cate disse...

esse texto parece muito com vc falando, começa com um assunto, bota outro, emenda outro e no final tira a conclusão que conecta tudo! hehude
gostei do texto 'afobado', tipo clarisse lispector que fala mil assuntos ao mesmo tempo..
jorzinho querido! ;*

Luna

Juliana Walczuk disse...

Sofrer, não é sofrer, é crescer.